18 de dezembro de 2009

Surf's Up!

Os dois vídeos abaixo ilustram bem a força do último swell que atingiu a costa catarinense. Um ciclone extra tropical atingiu o litoral gaúcho e o resultado não podia ser outro: altas (literalmente) ondas no litoral catarinense. Praias como a Silveira, a Vila, o Cardoso e muitas outras possibilitaram um surf em ondas grandes e pesadas. O primeiro vídeo é na Silveira, em Garopaba, e foi filmado pela Marian Galanti. O segundo na Ribanceira, filmado pelo Gui da A.I.P.E. Swellão de responsa.



MUNDAKA FORA DO TOUR EM 2010

Foi anunciado pela Billabong que o evento de Mundaka estará fora do tour no ano que vem, devido a dependência de grandes swells e as janelas curtas das marés, o que torna difícil para a competição terminar um evento dentro do período normal de espera do tour.

“Em 10 anos de competições foram muito poucos os dias de condições excelentes em Mundaka e muitos os dias realizados em praias alternativas.”

Quem perde é a comunidade do surf que deixa de assistir alguns dos melhores surfistas do mundo sendo testados nas largas e fortes esquerdas de Mundaka, que literalmente, é uma das ondas de peso do tour.

Vale lembrar que a última etapa em Mundaka foi justamente a primeira vitória de Adriano de Souza no World Tour.




Fonte: TRACKS MAGAZINE

17 de dezembro de 2009

O quiver do Kelly pro Hawaii

Até bem pouco tempo atrás, se você falasse que ia para o Hawaii com um quiver desses, neguinho ia rir da sua cara. Mas o Kelly foi. E fez a final em Pipeline com uma 5'6 swallow. Limites?? Não vejo um não.

15 de dezembro de 2009

WORLD TOUR 2009 - THE END

O ano foi mesmo dos australianos.

Joel Parko começou o ano de forma arrasadora, não dando chances a ninguém. Venceu a primeira etapa do tour em casa, na Gold Coast, a segunda em Bells, fez um novo em Teahupoo, um terceiro no Brasil e venceu novamente em J-Bay. Até a metade do tour, o título estava praticamente nas mãos de Parko.

Na outra metade do tour, foi a vez de Mick Fanning arrasar. Como uma máquina de guerra, Fanning veio correndo por fora todo o circuito até que venceu em trestles, na França e em Portugal e foi pro Hawaii precisando passar uma bateria na frente de Parko, o que aconteceu e foi o suficiente para vencer seu segundo título mundial.

Tirando o título mundial de Mick Fanning, os quatro primeiros lugares do ranking ficaram com os australianos (Fanning, Parko, Bede e Taj), assim como o título da tríplice coroa havaiana, que ficou com Joel PArkinson, e do Pipeline Masters, vencido por Taj Burrow. Os aussies patrolaram tudo.

O único título que não levaram foi o de roockie of the year, que ficou com o gordinho Kekoa Bacalso.

Mas não é só o surf brasileiro que acaba em festa. Nosso pequeno gigante Adriano de Souza, o Mineirinho, surfou MUITO o ano inteiro e acabou o circuito como TOP 5 do circuito mundial, fato que merece nosso mais profundo respeito e admiração. Mineiro melhorou demais no tour, corrigiu seu excesso de movimentos em cima da prancha, amadureceu bastante seu lado psicológico e sua auto-confiança, ganhou experiência nas ondas do tour e finalizou o ano na frente do careca Kelly Slater.

Que ano pro Mineiro e pro surf brasileiro. Uma pena que nosso Mineiro brigou praticamente sozinho no tour.

Jihad teve algumas boas apresentações mas não demonstrou um surf a altura do World Tour e deu adeus ao circuito ao cair logo na primeira fase do Pipeline Masters. Já o cearense Heitor Alves tem um surf moderno e agressivo, potente o suficiente para arrasar qualquer um dos caras do tour, mas infelizmente Heitor não teve o suporte e a inteligência emocional necessária. Uma pena, já que são dois grandes e guerreiros atletas do surf brasileiro.

Kelly Slater, apesar de não ter conseguido o seu 10 título mundial, é outro que merece um grande destaque. Sem sombra de dúvidas, foi um dos caras que mais surfou esse ano. O tio Kelly tem surf de sobra e tem mais talento (e surf) do que qualquer outro cara do tour. Slater só não venceu o tour porque deu mole em algumas etapas e porque sofreu um sério preconceito por ter tido a coragem de inovar com seu equioamento. Na grande maioria das etapas, Kelly surfou com pranchas minúsculas e com 4 quilhas. Mas isso não atrapalhou o seu surf. Pelo contrário, nunca vi o Kelly tão colado nas suas pranchas. Acho que seu maior problema foi mexer com o ego dos outros atletas do tour e de alguns juízes que acharam que Kelly estava "tirando onda no tour" com suas mini-pranchas.

Agora é esperar 2010 para ver tanta gente nova (e boa) no circuito mundial. Além dos brasileiros Adriano de Souza, Jadson André, Marco Pole e Neco Padaratz, teremos atletas como Daniel Ross (AUS), Patrick Gudauskas (EUA), Adam Melling (AUS), Owen Wright (AUS)todos excelentes surfistas da nova geração.

Será que a ASP vai mudar seus critérios de julgamento? Teremos uma evolução do tour? Vai dar mais onda que esse ano? Os brasileiros (e brasileiras) conseguirão enfim impor seu ritmo e conquistar um título mundial?

Agora é esperar 2010 pra ver.

PS Parabéns Mineiro!! O Brasil inteiro está orgulhoso de você.

Coisa Feia!

As vezes a vida imita a arte. Vocês lembram do malvado Lance Burkhart, personagem de Laird Hamilton no filme Surf no Hawaii (Nort Shore)? POis é, na maior cara dura, o patife-australiano Dean Morrison, puxou o leash do americano Damien Hobgood na maior cara duradurante a bateria das quartas-de-final do Pipeline Masters. Atitude feia e desleal do australiano em pleno circuito mundial.

leash pull?... from thegoods:CJ and Damien Hobgood on Vimeo.



Olha o leash esticado de Damien vindo direto da mão de Dean Morrison.



Pior é ver (mais uma vez) a ASP colocar panos quentes em cima do caso. Mas sinceramente não esperava outra coisa de uma entidade que se omite em casos como esse, em casos de agressões entre atletas, de atletas bêbados, etc.

A foto e o video foram retirados do blog dos irmãos Hobgoods.

http://www.blog.thegoodss.com/

Rocky Brasa

Hoje vi nas publicações do Viny Fornari esse vídeo bem legal dos brasileiros quebrando tudo em Rocky Point. Essa nova geração do surf brasileiro tem um surf impressionante, maduro, consistente e pra lá de moderno. Curte aí que a molecada manda muito bem.



Veja direto no canal do Fun que tem vários vídeos irados do Hawaii
http://www.youtube.com/user/funbarra19

http://www.stephanfigueiredo.blogspot.com/

MICKTORY

12 de dezembro de 2009

Surf's Up

Aviso aos interessados e a todos (os 4 ou 5) leitores desse blog:

AMANHÃ O BICHO VAI PEGAR!!

Os jornais e TVs a todo momento alertam sobre o ciclone (mais um) que vai atingir o sul do Brasil durante essa noite, o campeonato gaúcho amador foi transferido por causa das tempestades e as embarcações começam a se aproximar da costa buscando abrigo. Não é filme mas tá todo mundo em pânico. Menos a tribo da parafina que já está com as antenas bem ligadas.

Agora dá uma olhada no gráfico para amanhã aqui no litoral catarinense e tenta imaginar como estará a Silveira, a Vila, o Cardoso e diversos outros picos e lages aqui de Santa Catarina.



Se o vento deixar, amanhã promete ser um dia daqueles...

Fonte: SurfGuru

11 de dezembro de 2009

Pipeline Masters 2009







Trick Tips Surfline

SURFILOSOFANDO



Quem é que precisa de razões quando se tem ondas?
Mark Renton ( Citado por Manuel Castro no blog português Ondas)
--
Nós surfamos por prazer. Reme para fora, limpe sua mente e divirta-se!
Garret MacNamara (big rider)
--
Surfar é sempre um equilíbrio entre diversão e frustração. Compreender este equilíbrio pode ser um atalho para a sabedoria.
Gibus de Soltrait ( surfista e editor da Surf Session Magazine)
--
Pare um pouco para refletir sobre todos os grandes momentos que o oceano tem lhe propiciado. Sim...eu sei. Há muitos. Agora tente imaginar sua vida sem esses momentos... Eu não consigo...porque estes momentos são alguns dos maiores tesouros da minha vida (sem contar minha família). Agora pense em como você está retribuindo esta dádiva para o oceano. Basicamente o que eu estou tentando dizer é...cuide do oceano, que ele cuidará de você.
Rob Machado (surfista, músico)
--
Não devemos permitir que o relógio e o calendário ceguem-nos para o fato de que cada momento da vida é um milagre e um mistério.
H. G. Wells (escritor)
--
A terra leva-nos por terra; mas tu, mar, leva-nos pelo céu.
Juan Ramón Jimenez -poeta
--
A vida não é a que cada um viveu, mas a que recorda
e como a recorda para contá-la.

Gabriel Garcia Márquez

10 de dezembro de 2009

Enquanto isso, no Hawaii...

O Quiksilver Eddie Aikau 2009 movimentou a cena durante essa semana havaiana. Com ondas pesadas, drops insanos e vacas espetaculares na baía de Waimea, o evento proporcionou um show de surf acompanhando pelo mundo inteiro via web e melhor ainda para os sortudos que acompanharam as ondas direto de Waimea.

O vencedor do evento foi Greg Long, que surfou muito e foi realmente constante. Mas o grande show foi mesmo de Kelly Slater, que mostrou (mais uma vez) porque é o melhor surfista do mundo. Kelly foi o mais técnico, teve a melhor leitura de onda e foi o mais freak. Normal.

Mas sem muitas palavras, o que vale mesmo é ver os vídeos abaixo e delirar com essa galera casca grossa. Big Surf na veia. 3 Balls Surfers.







9 de dezembro de 2009

Alan Saulo e Artur Guimarães na Ferrugem Sul.

Se tem uma galera que é realmente importante para a indústria do surf, são os fotógrafos e o videomakers. Sem foto e sem vídeo não tem ídolo. E sem ídolos, não tem esporte. Nada acontece. E por ironia do destino, essa é a galera menos valorizada e mais sacaneada do mercado. Os equipamentos são caríssimos, se destroem na maresia da beira da praia, a galera não tem grana para pagar o que vale o registro do obstinado fotógrafo e as marcas e lojas quando pagam, pagam pouco.
Mas enfim, o texto agora não é para reclamar. Pelo contrário, vou mostrar aqui o trabalho de um guerreiro que é o videomaker Guilherme Solano, que vem se dedicando forte para colocar o esporte na telinha de milhares de surfistas e de internautas fissurados.

Sempre na praia e sempre com uma idéia na cabeça, Guilherme mora na Praia da Ribanceira de onde faz os projetos da A.I.P.E.

No vídeo abaixo Guilherme mostra uma session feita aqui no canto sul da Praia da Ferrugem nessa segunda-feira, 7 de dezembro com os surfistas Alan Saulo, o Paraíba, e Artur Guimarães. Os moleques quebraram. Curte aí.



Mais informações sobre o trabalho de Guilherme Solano pode ser visto nos endereços abaixo:



AIPE TV
http://www.aipetv.blogspot.com/

Guilherme Solano - YouTube Channel
http://www.youtube.com/user/guilhermesolano

AIPE SURF
http://www.aipesurf.blogspot.com/

7 de dezembro de 2009

Tito Rosemberg - Esse é ídalo!

Hoje pela manhã li uma bela matéria no Blog Palavras ao Mar e uma excelente entrevista com o aventureiro-surfista-viajante-nômade Tito Rosemberg feita pela Nancy Geringer, do site Waves.

Tito Rosemberg é um dos grandes nomes da história do surf brasileiro e um respeitável camarada. É fotografo, jornalista e um eterno viajante. Além de suas excelentes histórias e de de sua visão de mundo ímpar, Tito começou a surfar ainda na época das madeirites, foi shaper, competidor, já viajou toda costa do Brasil e da califórnia, já atravessou desertos de carro, já perticipou de um Camel Trophy em Bornéu (eu li esse livro muitos anos atrás), já fez as mais loucas viagens a bordo do seu motor-home, de Land Rover, de carro e até mesmo a pé. Passou por mais de 80 países em busca de onda, cultura, trabalho e muita aventura.

Se você não conhece a história dessa ícone da nossa história, ou, se assim como eu, admira a vida e obra de Tito Rosemberg, acesse os links abaixo, prepare a sua mochila e boa viagem.

Veja a entrevista de Nancy Geringer na íntegra:
http://360graus.terra.com.br/titorosemberg/entrevista_tito.asp?did=6102

Matéria no Palavras ao mar:
http://danielsneris.blogspot.com/2009/10/tito-rosemberg-utopia-do-surf.html

Blog de Tito Rosemberg:
http://titobeante.blogspot.com/

Parko vence em Sunset

O australiano Joel Parkinson venceu o O'neill World Cup of Surfing em Sunset. Com ondas realmente grandes em Sunset, Parko venceu o havaiano invocado Sunny Garcia, o atual número 1 do tour Mick Fanning e o também havaiano Dusty Payne.

Com a vitória em Sunset, Parko está liderando a corrida para a tríplice coroa havaiana e agora vai com tudo para a prova final em Pipeline, que começa amanhã (8/12) onde disputa o título mundial com o amigo Mick Fanning. Agora é tudo ou nada.
Será que essa final foi uma prévia do título? Será que Fanning vai parar o motivado Parko?

A partir de amanhã você pode acompanhar o Billabong Pipeline Masters ao vivo pelo site da Billa: www.billabong.com













5 de dezembro de 2009

Surf's Up

Parece que todo esse alarde do grande swell que está sacudindo as ilhas no Hawaii, muitos outros picos resolveram também dar as caras. Depois de vários dias de merrequinha e com o mar colado no chão, a Garopaba acordou com onda. Água quente, ótimas séries e onda pra todo mundo. Com onda tudo melhora...







3 de dezembro de 2009

Music Session

Stand By Me | Playing For Change | Song Around the World
Breakdown | Jack Johnson



2 de dezembro de 2009

TEMPORADA DE FURACÕES

Se existe um grupo de pessoas nesse planeta que se anima a cada previsão de tornados e furacões, são os surfistas. Grandes tempestades e furacões quase sempre trazem grandes ondulações e poderosas ondas. No Furacão IDA, deu altas em New York; no Hurricane BILL deu altas na Florida (como vocês podem ver nos vídeos abaixo.





No Brasil não foi diferente. Picos como o Cardoso, Vila, Silveira, Pontão do Leblon (e diversos outros picos que seguram as grandes ondulações) mostraram seu power a cada grande tempestade.

Enquanto a maioria das pessoas fica com medo e se fecha, apavorada, em busca de abrigo, alguns pegam suas pranchas e vão atrás da diversão. Cada um encara a intempérie do seu jeito. Uns com medo, outros como oportunidade.

Já dizia o grande Nizan Guanaes: Nos momentos de crise tem os que choram, e os que vendem lenços.

Os videos eu vi no WE SURF

SESSÃO COMÉDIA

Hahahahaha Sem palavras.
Qualquer comentário é desnecessário.

1 de dezembro de 2009

Xanadu no Brasil!!



Está no Brasil o shaper Xanadu, brasileiro que mora na California e que se tornou um dos maiores nomes do mundo no que se refere a design de surfboards. Xanadu vem para divulgar principalmente suas summer boards, modelos especiais para ondas pequenas, como as PIG 2, as HOBYO, as WING TWIN, as SW15 e outros ótimos modelos para o divertido surf de verão, além de suas pranchas de alta performance.

Entre os tantos surfistas que usam as pranchas de Xanadu estão Binho Nunes (BRA), Brian Conley (USA), Danylo Grillo (BRA), James Santos (BRA), Rodrigo Pedra Dornelles BRA), Roy Powers (HAW), Tonino Benson (USA), Wiggolly Dantas (BRA) e um talentoso time de surfistas da nova geração. Além do time de atletas patrocinados, atletas do naipe de Heitor Alves, Willian Cardoso, Luke Munro, Jay Thompson e Kai Otton também usaram as pranchas de Xanadu durante o World Tour.

Quem quiser aproveitar a oportunidade para já encomendar uma prancha com o mestre Xanadu e começar o ano com um foguete novo, pode entrar em contato com Diniz Iozzi, o "Pardhal", o gerente da marca no Brasil, ou procurar nas surf shops especializadas: Star Point, Rip Curl, Jaws, Santa Marta e 2Surf

Xanadu Community

http://www.xanadusurfdesigns.com/

http://www.facebook.com/pages/xanadu/156291028528

http://twitter.com/Xanadu_Designs

http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=13904739496814955293


BILLABONG ART OF SHAPING
O Billabong Art of Shaping, evento temático da Billabong que recentemente homenageou os maiores nomes da fabricação de pranchas, na edição de San Diego, na Califórnia, surge no cenário para dar o devido reconhecimento, respeito e valorização ao trabalho desses shapers, que tanta contribuição prestou ao mundo do surf.
Dentre tantos (grandes) nomes do mundo das pranchas, o brasileiro Xanadu foi um dos homenageados do Billabong Art of Shaping. Xanadu vive há muitos anos na Califórnia, é um dos melhores designers de pranchas do mundo e vem fazendo prancha para muitos dos mais talentosos surfistas do circuito mundial.

Para saber mais sobre o Billabong Art of Shaping, acesso o site do evento:
http://www.billabong.com/artofshaping/recap.html


CONTATOS

Pardhal Diniz
pardhal@iron.com.br
13 9747-9592

Xanadu
surfxanadu@aol.com

Enquanto isso, no Hawaii...







25 de novembro de 2009

10 AGAIN

Parko Haleiwa Plus Arvo Surf from Joel Parkinson on Vimeo.



http://joelparko.com/

Rodrigo Generik e o Combo Switch Varial Completo

Rodrigo Generik vem inovando geral com suas manobras malucas e voadoras. No vídeo abaixo Generik manda um COMBO SWITCH VARIAL COMPLETO e deixou muita gente de queixo caído com a complexidade da manobra. Pessoalmente, acho skate demais o surf de muitos desses aerialistas e ainda prefiro o power surf feito na linha da onda. Mas a habilidade do Generik é admirável.



Retirei do Union Air Brasil

20 de novembro de 2009

Surf no Dilúvio - Vídeo Oficial

Esquizofrenia e perda da capacidade crítica.



Retirado daqui http://www.youtube.com/user/BoaTCamisetas

Encontro com o dentudo

Essa eu vi lá no The Ace os Spades, o Blog da MCD.


Eric Geiselman, atual número 69 do WQS, encontrou um tubarão deu de cara com umm tubarão durante uma session no pico de Lagunas, em Santa Cruz - California.

Segundo o Blog, "No meio de uma caída, o surfista sentiu que não estava sozinho. O movimento da água indicava que havia um penetra de dentes afiados na área, e a companhia de um tubarão quando se está pegando onda não é nada agradável. No susto, o surfista deu um chute no animal e saiu remando desesperado. O shark mordeu com tudo a prancha e levou um pedaço para o fundo do oceano.
Mas só levou um pedaço da prancha, porque no final o cara chegou inteiro (e apavorado!) na praia. É o que dá para sentir no vídeo que flagrou ele saindo do mar no último dia 6"

Eric Geiselman's Shark Encounter from Cavin Brothers on Vimeo.



Vídeo retirado do www.theaceofspades.com.br

19 de novembro de 2009

O SURF MAIS PERIGOSO DO MUNDO

O SURF MAIS PERIGOSO DO MUNDO

Fundo de coral raso? Tubarões Brancos? Rede de pesca assassinas? Pois título de surf mais perigoso do mundo de hoje vai os malucos aí do vídeo, Ricardo Dullius, 22 anos, e Juliano Didonet, 21 anos, e o designer de pranchas de surfe Nelson Pinto, 22 anos, que provavelmente entediados com a tempestade de hoje a tarde, em Porto Alegre, resolveu colocar um pouco de emoção no seu dia.

VEJA O VÍDEO


Com a absurda quantidade de chuva de hoje a tarde, as águas do Arroio Dilúvio, na Avenida Ipiranga, corriam fortes em direção ao Guaíba. Pois as figuras aí ignoraram toda a quantidade de lixo, de sujeira, e foi surfar essa "ondinha" para lá de perigosa, já que uma grande parte do esgoto da cidade deságua nesse “arroio”, que atravessa a cidade levando as águas do esgoto pluvial (e também do cloacal) em direção ao Guaíba.

Micose, leptospirose, hepatite e mais um grande número de perebas é o que você pode pegar aqui ao invés de ondas. Essa “quedinha”, nem com o patrocínio da UNIMED e do Hospital Moinhos de Vento, que fica próximo ao local.

Agora imagina a fissura do sujeito para encarar essa. Cada um que me aparece...

Professor de aéreos

Josh Kerr é um dos surfistas mais voadores e acrobaticos to tour. Sempre inovando e inventando manobras, ele sempre surpreende. Kerr ainda não é um surfista muito consistente para disputar o título do World Tour, mas suas performances são realmente impressionantes.

Olha a categoria do australiano nesse aéreo. Quem vê pensa que é fácil...

16 de novembro de 2009

Jorge Ben - "Waimea 5000" (Fantástico 1979)

Uma pérola.
Jorge Ben pegando a onda do surf em 1979, durante o Waimea 5000.



Essa eu vi no Blog do meu amigo Jaison, o Grooves y Batuques, Blog destinado ao Samba e a Soul Music que o Japoneiz faz muito bem.

Fabinho Gouveia anuncia sua aposentadoria das competições

Palavras de Fabinho no Blog da Hang Loose.

Demorou, mas agora é definitivo. Pendurei a lycra de competição depois competir profissionalmente desde maio de 88, sendo que vesti pela primeira vez, ainda amador, no verão de 83.

Aficcionado por competição, desde 2004 tentava voltar ao WCT. Mas, problemas de coluna me atrapalharam em 2005 e 2006. Resolvido o problema, vi que a fila havia andado e, em 2007, percebi que meu surfe era o mesmo, porém a nova geração estava com tudo e principalmente com manobras aéreas ,que decisivas em uma bateria deixava tudo mais difícil.

Sempre fui disciplinado e esforçado. Talvez isso tenha me feito parar de competir profissionalmente agora, aos meus 40 anos. Nem imaginava que um dia iria chegar aqui, pois quando entrei no circuito da ASP, os caras paravam antes dos 30 anos.

É bem verdade que no fim da carreira competitiva comecei a visualizar o prolongamento das baterias, justamente por ter a competição no sangue há muito tempo, por gostar muito e ser um pouco teimoso e persistente, pois de repente poderia ter pendurado a lycra há algum tempo.

Mas essa esticada acabou me confortanto. Perdi muitas baterias ultimamente e agora a decisão final chegou. O momento é realmente este e começa uma nova fase em minha carreira de surfista profissional fora das competições.

Nesses anos de vida competindo mundo afora reforcei o aprendizado de muita coisa. Vi minha geração ser sólida e presenciei umas três gerações do surfe brasileiro no circuito. Nunca tracei metas e apesar de ter visualizado o topo, sempre procurei seguir degrau por degrau com o pé no chão.

Sendo assim, quando as coisas iam contra as expectativas, não doíam muito, já as que eram além do que esperava , curtia bastante depois de assimiladas. Casei e tive filhos cedo… A preocupação inicial transformou-se em garra e foco, pois tinha uma família pra sustentar.

Todo o trabalho para carregá-los comigo em volta do Globo era pouco diante de minha felicidade. Muitos viam aquilo como um problema, mas era uma solução para me manter vivo no Tour e, claro, para não perder tanto o crescimento e desenvolvimento de meus filhos.

Com isso contei também com a parceria de minha esposa Elka, sempre guerreira, me incentivando e tomando conta de muita coisa ‘extra surfe’.

Nesses anos trabalhando com o esporte, aprendi muita coisa em outras áreas como mídia, informática, vídeo e fotografia, marketing, fabricação de pranchas etc. Com tanto tempo dedicado nessa profissão, agora sigo por essas áreas, sempre treinando e me exercitando pra estar com o surfe em dia para o que der e vier.

Farei mais surf trips, principalmente pra lugares que ainda não conheço. Entretanto, como sempre, deixarei os caminhos me levarem e subirei degrau por degrau dentro de qualquer coisa, darei passo a passo e como diria Chico Science: “Um passo a frente e você não está mais no mesmo lugar”.

Retirei daqui: http://www.hangloose.com.br/blog/?author=6

O MESTRE DO SURF BRASILEIRO

Fabinho é mestre. Dono de uma talento incontestável, um estilo único e uma imagem limpa, bonita e vitoriosa junto ao nosso esporte, dentro e fora d'água, Fabinho dá show. Suas curvas e a perfeita leitura da onda fazem do surf de Fabinho uma espécie de arte nas ondas. Vencer o mundial amador de 88, sua carreira vitoriosa no surf brasileiro e mundial, a independência financeira, as viagens pelo mundo, a família sempre unida, o carisma desse sujeito nanico e divertido. Tudo isso faz de Fabinho um dos mais importantes surfistas da história do Brasil. Mesmo agora, pendurando a lycra de competição, muitos projetos esperam por Fabinho. E criativo, engraçado, competitivo e esperto como é, esse cara ainda vai longe.



Fabinho Gouveia é um sujeito que merece uma estátua em praça pública em homenagem a seus grandes feitos no circuito mundial de surf profissional.

Toda sorte e sucesso ao Sr Gouveia!

No WAVES tem o vídeo de Fabinho falando sobre sua aposentadoria das competições e surfando com uma réplica da prancha que ele usou quando venceu o mundial amador de Porto Rico em 88. Curte lá: http://waves.terra.com.br/surf/noticia/despedida-de-mestre/39140

15 de novembro de 2009

Martin Potter

Para mim, um eterno ídolo. Assistindo alguns filmes de surf dos anos 80 como os Wave Warriors e algumas pérolas que estão postadas no Youtube, pude rever algumas sessions do Martin Potter, esse inglês, naturalizado sul-africano e morador da Austrália que foi campeão mundial de 1989 e o melhor freesurfer do mundo durante o final dos anos 80.

Pottz foi um dos meus grandes ídolos no eporte. Passei minha a dolescência e uma boa parte da minha vida como surfista admirando o talento de Pottz. Rápido, power, criativo e muito radical, Pottz foi ídolo de muitos. Até do Kelly Slater.

Assistir a esses vídeos me mandou de volta para os anos 80 num flashback estilo no TuboDoTempo... E que saudade que me deu dos meus 17 anos.

Assiste aí. Martin Potter na veia!!!

O'Neill Cold Water Classic

É impressionante a fase em que se encontra Alejo Muniz, esse argentino naturalizado brasileiro. Surfando como nunca, vem vencendo muitos (e importantes) campeonatos e está na portinha do WCT 2010. No O'NEILL COLDWATER CLASSIC, evento realizado na clássica onda de Steamer Lane, em Santa Cruz - CA, berço do surf americano, Alejo derrotou Adriano de Souza nas Quartas de Final e acabou o evento na terceria colocação. Mais uma bela atuação de Alejo no WQS.

11 de novembro de 2009

ADRIANO DE SOUZA - O FILME

Adriano de Souza, nosso pequeno gigante Mineirinho, atual número 3 do mundo vai ter um filme sobre sua vida no circuito mundial. Day by Day é um filme dirigido e produzido por Mineirinho, com imagens e edição de Rafael Sidd Oliveira.

Segundo o site Waves, "O curta tem duração de 20 a 35 minutos e conta a história e a trajetória do atleta no circuito mundial no ano de 2009, exibindo todos os detalhes de seu dia-a-dia. As imagens foram gravadas na Austrália, Tahiti, Indonésia, Brasil, Califórnia, França, Espanha, Portugal e Hawaii.Será um dos primeiros vídeos de surf produzido no Brasil a ser disponibilizado na internet por download" comenta a mátéria do Waves.com.br

Essa eu vi primeiro no WAVES e no canal de video da EMFOCOSURF no YouTube

Dane Reynolds - Super Slow Motion Surf

Tá querendo treinar aquele aéreo do Dane Reynolds?
O vídeo em super camera lenta aí embaixo ajuda você.

Dane Reynolds on location in Mexico with the Quiksilver crew. Filmed by Curt Morgan on a Vision Research high speed camera.

Joel Parkinson

Alguém aí duvida que Joel possa ganhar o título?
Abaixo dois videos de Joel. O primeiro, agora esse ano, em Portugal. O segundo do ano passado, em Pipeline.

Joel Parkinson - Portugal WCT Wrap from Billabong on Vimeo.


No site da Billabong www.billabong.com

No canal de videos da Surfline http://www.surfline.com/video

10 de novembro de 2009

CORY LOPEZ - BEST BARREL - '09 Surfer Poll Video Awards

Cory Lopez venceu o "Best Barrel" no video awards surfando esse super long multiple barrel. O pico, essa máquina de esquerdas foi descoberto pelo Google Earth, na internet, e que aparece no 5'5" x 19 1/4 Redux, vídeo da ...Lost

TRIBUTO AOS SHAPERS

A prancha é o equipamento básico e fundamental do nosso esporte. Os shapers são os artistas e designers do mundo do surf. Sempre na sombra dos grandes surfistas, os fabricantes são os grandes incentivadores do esporte. É com as pranchas que tudo começa.

Nessa onda muito justa de valorizar o shaper como elemento fundamental dentro da indústria do surf, dois projetos muito interessantes sobre o assunto:

BOARDROOM é um filme sobre os grandes nomes da fabricação de pranchas de surf no mundo. Apaixonados, inovadores e escultores com um bom conhecimento hidrodinâmico, os shapers da época buscavam maneiras de construir pranchas mais leves do que as madeirites da época, que pesavam até 50kg.

O filme apresenta lendas como Greg Noll, Hap Jacobs, Larry Gordon (Gordon & Smith), Robert August (The Endless Summer), Dick Brewer, Terry Martin (Hobie), entre outros shapers que marcaram toda uma época do surf moderno.

Mais informações
www.boardroomthemovie.com






O BILLABONG ART OF SHAPING é o projeto da Billabong para reverenciar os artistas da plaina. A San Diego Edition traz as lendas do surf mundial. A lista de convidados incluía Bill Bahne, Tim Bessell, Chris Christenson, Carl Ekstrom, Rick Hamon, Gary Hanel, John Kies, Gary Linden, Steve Lis, Larry Mabile, Gary MacNabb, Bob Mitsven, Rich "Toby" Pavel, Steve Pendarvis , Jim Phillips, Rusty Preisendorfer, Robin Prodanovich, Steve Seebold, Donald Takayama, Hank Warner, Xanadu e Marcio Zouvi.

A intenção do O BILLABONG ART OF SHAPING - EDIÇÃO SAN DIEGO é apresentar e prestar homenagem aos shapers do Condado de San Diego e as suas realizações e inestimáveis contribuições à arte de construir prancha de surf ao longo dos últimos cinco décadas. Um exame mais atento da lista de convidados revela shapers de cada década que, coletivamente, estabeleram a reputação do Condado de San Diego como o "viveiro de pranchas de design inovador, a construção e visão de futuro".

No Surfy Surfy http://www.surfysurfy.net/2009/09/23-surfboards-of-billabongs-art-of.html tem a lista das 23 pranchas expostas no BILLABONG ART OF SHAPING - SAN DIEGO EDITION

Mais informações
http://www.billabong.com/artofshaping/

7 de novembro de 2009

Mick Fanning ou Joel Parkinson?

O verão está chegando no Brasil. Calor, surf só de bermuda e a famosa crowd de verão. O oposto acontece no hemisfério norte. Com a chegada do inverno no Hawaii, todos os holofotes se voltam para as poderosas ondas havaianas e para o Billabong Pipeline Masters, o evento de maior prestígio do ano. Esse ano valeno o título mundial nas ondas de Pipe. É tubo ou nada!

Já fazia um bom tempo que a decisão do título não acontecia no Hawaii. Kelly, Andy e Fanning foram tão superiores nos últimos anos que seus títulos foram conquistados com antecipação. Mas este ano não, o show ficou para Pipe. E somente dois homens podem conquistar o título no Hawaii.

Joel Parkinson e Mick Fanning cresceram juntos na Gold Coast Australiana, são amigos de longa data e os dois únicos do tour que ainda estão disputando o título mundial de 2009. Parko começou o ano de maneira fulminante, venceu as duas primeiras etapas, fez um nono, um terceiro e ganhou outra em J-Bay. Sua vantagem era ampla e o tão esperado título parecia já estar em suas mãos. Foi aí que o focado Fanning começou sua escalada. O macaco albino venceu em Trestles quebrando, venceu na França quebrando, fez um nono em Mundaka e venceu a última em Portugal, também surfando muito. O Joel Parkinson deu uma escorregadinha e Mick Fanning passou a sua frente no tour. Os dois com chances praticamente iguais de se campeão no Hawaii.

Teoricamente, Parko é melhor do que Fanning em Pipe. Também é verdade que Mick Fanning está mais confiante que nunca e surfando muito mais do que em 2007, quando foi campeão do mundo. Parko sedento por um título mundial, Mick totalmente focado no caminho da vitória. Pipe vai ser um evento daqueles...

Parko ou Fanning? O certo é que esse caneco vai para a Gold Coast. Vai faltar cerveja da Austrália...

Nosso Adriano de Souza merece todas as menções honrosas possíveis. Mineirinho está surfando muito, está com postura de vencedor, confiante e vem administrando sua carreira com muito profissionalismo. Número 3 do mundo, Mineirinho vai para Pipeline lutar por sua colocação na elite do surf mundial.

Agora é esperar para ver.

O evento começa dia dia 8 e vai até o dia 20 de dezembro.

Início de temporada em Pipe

insurfnews.com - Pipeline Pupus from Andrew Oliver on Vimeo.



www.insurfnews.com

Mick Fanning na França

"oohlala" mick fanning webisode #2 (france) from Mick Fanning on Vimeo.

6 de novembro de 2009

Miguel Silveira, Desenhista

Essa eu divulgo primeiro, porque é arte e ligada ao surf. Segundo, porque o artista aí embaixo é um sujeito criativo, talentoso, tranquilo e muito gente fina. E terceiro, porque temos que ajudar o próximo. E esse aí é bem próximo. É meu vizinho aqui em Garopaba, litoral sul do Estado de Santa Catarina.

Miguel Silveira é um artista versátil. Com canetas, spray ou no Corel Draw, é um artista rápido, criativo e versátil. Nascido na Bahia e radicado em Garopaba, Miguel foi parar na Mormaii, onde hoje é um dos desenhistas da marca. A Mormaii é principal empresa de surfwear do Brasil e uma das maiores marcas de roupas de neoprene do mundo.

A iniciação no mundo das artes começou cedo. Filho do artista Ângelo Cardoso da Silveira, as primeiras pinceladas aconteceram ainda quando criança.

Criativo e desenhista desde pequeno, Miguel conheceu o surf, se apaixonou e mudou para Garopaba atrás das ondas e da qualidade de vida. Na Mormaii Miguel ampliou seus horizontes e aprimorou sua técnica. Miguel desenha e pinta as pranchas de surf da equipe, e cria muitas das estampas e ilustrações das roupas e produtos da Mormaii. Paralelo a isso Miguel ainda pinta telas e faz projetos artísticos, sempre valorizando a expressão artística do surf.

Abaixo um pouco da arte de Miguel Silveira.








Miguel testando os produtos da Mormaii e pegando onda com o seu cachorro. Aliás, foto minha, que eu nem sabia que saiu na revista da Mormaii. E nem os créditos colocaram...

5 de novembro de 2009

NÓS E ELES

É bom nem pensar muito sobre isso, mas que eles estão lá, eles estão.

TUBARÕES NA COSTA GAÚCHA

Particularmente, sempre soube que na costa gaúcha existem muitos tubarões, mangonas, cações, peixes-espada e outros bichos que podem, em um momento de curiosidade, morder banhistas e surfistas. Mas enquanto não vemos, o medo não incomoda. Sei que eles estão lá, mas não gosto muito de pensar sobre isso. Resolvi tocar no assunto depois de ver as fotos que o Felipe Salomão me enviou, esse gaúcho, surfista e pescador.

As imagens foram registradas no litoral sul do Estado do Rio Grande do Sul, mais precisamente na praia do Bojurú, quando um grupo grande de tubarões surgiu na praia vindo atrás de um cardume de tainhas. Cena comum nessa época do ano, quando os tubarões vem para cá procriar e atrás de alimento abundante.





UM POUCO DE CONHECIMENTO


Para um tubarão, um surfista batendo os braços sobre uma prancha de surfe
pode parecer muito com uma presa usual
Do site http://ciencia.hsw.uol.com.br/ataques-de-tubarao.htm

Os tubarões habitam os mares a mais de 450 milhões de anos. É um predador eficiente, totalmente adaptado e evoluído ao ponto de ser o maior predador dos mares. E também o pesadelo de qualquer surfista.

No mundo são conhecidas cerca de 400 espécies, no Brasil cerca de 88. Nós pegando ondas e eles dando uma banda a procura de alimentos. Mesmo assim existe uma certa harmonia em relação a isso. Nós não fazemos parte da dieta dos tubarões e os ataques são muito raros.

Só no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina são mais de onze espécies de cação e de tubarão. Vários deles com tamanho e capacidade para atacar uma pessoa. Mesmo que por engano, um acidente desses pode acontecer.

A grande maioria dos incidentes com tubarões, na verdade é um erro. Os tubarões acham que somos alguma coisa que não somos, mordem e vão embora. Os humanos não tem gordura suficiente para alimentar o musculoso tubarão, que está habituado a comer focas, leões-marinhos, tartarugas, etc.

Sob o ponto de vista do animal, as vezes podemos parecer com um de seus alimentos. Um tubarão nadando embaixo d`água vê grosseiramente um formato oval com braços e pernas pendentes remando ao longo da superfície. Isto cria uma grande semelhança com um leão-marinho, uma foca, ou uma tartaruga marinha.
Enquanto o ambiente estiver preservado, tem muito peixe e muito alimento para os tubarões. Lute pela saúde de sua praia. Se não houver mais alimentos, é atrás de você que ele virá. Pense nisso.

3 de novembro de 2009

Silvana Lima

Silvana Lima é a atual número 2 do circuito mundial de surf feminino, colada na líder Stephanie Gilmore, e com grandes chances de se tornar a primeira brasileira campeã mundial de surf profissional. Independente do título, Silvana é uma atleta do mesmo naipe da brasileir Marta, a rainha do futebol. São mulheres humildes, guerreiras, dedicadas e com um talento que beira a genialidade.

Os vídeos abaixo eu peguei do YouTube para mostrar (com orgulho) um pouco do surf dessa brasileira que é uma das melhores surfistas do mundo.

Video by http://waves.terra.com.br/surf/noticia/silvana-solta-pelo-mundo/37701 Silvana Lima- Surfing around the world!



WapalaTV

Mundial de Longboard

2009 Oxbow World Longboard Tour

2 de novembro de 2009

Tamanho é documento!

BILLABONG XXL 2009

Esse ano de "El Niño" (e de terremotos e tsunamis) movimentou bastante as águas e os mares e proporcionou grandes e poderosas ondulações planeta afora. Ondas com potencial assassino, com formas e tamanhos inimagináveis a bem pouco tempo atrás. E atrás dessas ondas, malucos do mundo inteiro atrás da maior onda do ano para vencer o prêmio Billabong XXL. É incrível como alguns surfistas estão realmente estendendo os limites do surf.

30 de outubro de 2009

OS 50 MAIORES SURFISTAS DE TODOS OS TEMPOS


A Revista americana Surfer Magazine realizou uma votação para eleger os 50 maiores surfistas de todos os tempos. Fotógrafos, cineastas, jornalistas, os cartolas da indústria e os próprios atletas votaram para determinar os 50maiores. Como diz a própria Surfer, os resultados são engraçados, tristes e até mesmo, uma grande surpresa. Confere lá que vale a pena.

http://surfermag.com/features/onlineexclusives/50_greatest_surfers_of_all_time_50-41/

29 de outubro de 2009

Força portuguesa com certeza

Essa eu vi no Ondas.

RIP CURL PRO SEARCH PORTUGAL

O Rip Curl Pro Search é um dos eventos mais esperados do ano, pois conta sempre com o fator surpresa. O The Search pode acontecer em qualquer lugar do planeta, pois é um evento interativo, que está sempre buscando as melhores ondas possíveis. Depois de algumas etapas-espetáculo no México, Chile e Indonésia, agora chegou a vez de Portugal apresentar suas ondas ao mundo.

Foi muito bom o WorldTour realizar uma etapa em Portugal. Como muito bem disse Pedro Adão e Silva, no Blog Ondas, uma onda vale milhões, e colocar as potentes e perfeitas ondas portuguesas na vitrine do circuito mundial contribui e muito para o turismo de uma região. E o Rip Curl Pro Search caiu como uma luva para esse objetivo, pois cada dia de competição aconteceu numa praia e num pico diferente, mostrando a versatilidade e os tipos de ondas da costa portuguesa.

Lagido, Belgas, Pico da Mota, Molhes Leste e Supertubos foram as ondas do evento. Faltou mais dias de surf em Supertubos, que é um pico muito bom de ondas.

O início do evento não emocionou muito por causa das ondas pequenas. Ondas que todos adoraríamos surfar, mas que estavam abaixo do padrão “DreamTour” a que estamos acostumados. A etapa começou com ondas pequenas, virou pra ressaca, voltou a merrequear e depois um grande swell entrou com força total para as baterias finais.

No ROUND 1, Jihad e Heitor fizeram a primeira e segunda bateria do evento, e ambos estrearam com vitória. Já o ídolo local Tiago Pires se deu mal e perdeu já em sua primeira bateria sendo eliminado do evento pelo americano Nathaniel Curran. Outro brasileiro que estreou com vitória foi o wildcard (convidado do patrocinador) Bruno Santos, que venceu o aussie Mick Campbell.

No ROUND 2, Heitor deu azar e perdeu para Tom Whitaker; Bruno Santos perdeu para Joel Parkinson e, na primeira bateria de Mineirinho outra baixa brasileira. A bateria de Adriano de Souza foi contra o amigo Jihad Kohdr. Mineiro surfou muito, mostrou frieza e competência e eliminou Jihad da competição. Mineirinho agora é o único brasileiro na etapa.

No ROUND 3 foi a vez de Adriano dar adeus ao evento. Em uma bateria de poucas ondas, Mineirinho não encontrou seu caminho e deixou Tim Reyes seguir a frente.

Das quartas em diante só deu australiano. Todas as vitórias e três 10 perfeitos!


DAY 9 HIGHLIGHTS - 2009
RIP CURL PRO SEARCH PORTUGAL
Video By ASPWorldTour

Depois de rodar por várias praias da região de Peniche, o evento finalmente foi para as ondas de Supertubos. Ondas fortes e acima dos 8 pés proporcionaram um surf pesado e cheio de momentos adrenalizantes. Pranchas quebradas, tímpano estourado, ligamento contundido, o power das ondas portuguesas deu muita lição até nos mais tarimbados atletas do WorldTour.



“Ondas acima dos 8 pés, três 10 perfeitos, pranchas quebradas e partidas, um atleta rompeu os ligamentos do joelho e outro tímpano e pescoço machucados”

QUARTAS 1
JORDY SMITH
(ZAF) X BEDE DURBIDGE (AUS)
Video By ASPWorldTour

A primeira bateria das quartas-de-final já foi um show de surf. Dois atletas de alta estatura e com power suficiente para encarar as ondas de Supertubos. Jordy faz um 9.00 mas Bede consegue um 10 e acaba com a alegria do sul-africano.

Bede Durbidge 15.50 (5.50 e 10.00) x Jordy Smith 15.17 (6.17 e 9.00).




QUARTAS 2
BOBBY MARTINEZ
(USA) X JOEL PARKINSON (AUS)
Video By ASPWorldTour

O atual número 2 do mundo não deu chances ao havaiano Bobby Martinez. Sua primeira onda Hi-Score foi uma direita que proporcionou um tubo seco e um aéreo no final que ele não completa por pouco. Na segunda, tubo fundo e seco numa longa direita. Nota 10!! E tchau pro Martinez.

Joel Parkinson 18.60 (8.60 e 10.00) x Bobby Martinez 9.00 (4.83 e 4.17).




QUARTAS 3
OWEN WRIGHT
(AUS) X DAMIEN HOBGOOD (USA)
Video By ASPWorldTour

O australiano Owen Wright, 19 anos de idade, mais uma vez surfou muito e mostrou que em 2010 ele vem com vontade. Owen começou a bateria fazendo duas ondas fracas até que entrou uma esquerda rápida meio fechando onde o australiano botou pra dentro e fez um tubão! Nota 10!!. Depois disso Owen remou numa direita fechadeira, não completou o drop e na vaca furou o tímpano do ouvido direito. Damien ficou sozinho no outside esperando uma onda de sete e pouco que acabou não vindo. Owen tirou Kelly (pela segunda vez) e veio até a semi onde foi vencido não por seu adversário, mas pelo power de Supertubos. Owen entrou como convidado depois que Bruce Irons recusou o convite. Pela segunda vez, um wild card reserva avança no evento principal e vai até as fases finais (Patrick Beven foi o primeiro no evento da França).

Owen Wright 12.83 (2.83 e 10.00) x Damien 12.50 (5.83 e 6.67).




QUARTAS 4
MICK FANNING
(AUS) X TIM REYES (USA)
Video By ASPWorldTour

Tim Reyes começa a bateria botando pra dentro de uma direita, mas não completa a manobra. Mick abre com um pequeno tubo de backside e faz 5.67. Depois de algumas ondas sem grande expressão na bateria, Mick dropa um esquerdão, coloca pra dentro e faz um 9.50 e elimina o americano Tim Reyes.

Mick Fanning 15.17 (5,67 e 9.50) x Tim Reyes 5.90 (3.00 e 2.90).



SEMI 1
BEDE DURBIDGE (AUS) X JOEL PARKINSON (AUS)
Video By ASPWorldTour

Altas ondas na primeira semi. Joel escolheu as direitas, surfando cheio de estilo enquanto Bede escolhia as direitas que vinham um pouco maiores. Torcidas a parte, Bede passou por Joel que agora fica assistindo o amigo Mick Fanning ampliar sua liderança no tour.

Bede Durbidge 14.60 (7.33 e 7.27) x Joel Parkinson 13.27 (7.17 e 6.10).



SEMI 2
OWEN WRIGHT (AUS) X MICK FANNING (AUS)

Com o tímpano perfurado, Owen Wright teve que abandonar a competição deixando o caminho livre para Mick Fanning passar direto para a Final. Aliás, sua segunda final consecutiva e com Parko fora do caminho.

FINAL
BEDE DURBIDGE (AUS) X MICK FANNING (AUS)
Video By ASPWorldTour

Na grande final o vento forte entrou e afetou bastante a qualidade das ondas, deixando o mar mais difícil para os atletas. Mick Fanning soube se adaptar melhor as ondas de Supertubos enquanto Bede foi surfando tudo que apareceu. A experiência de Mick garantiu os pontos necessários e venceu sua terceira etapa no ano. O MiqFeio já está com uma mão na taça. Será que alguém puxa o tapete de Fanning???

Mick Fanning, campeão, 12.67 (2.83 e 10.00) x Bede Durbidge 9.87 (4.27 e 5.60).



Resultado do Rip Curl Pro Search 2009

1 Mick Fanning (Aus)
2 Bede Durbidge (Aus)
3 Joel Parkinson (Aus)
3 Owen Wright (Aus)
5 Jordy Smith (Afr)
5 Bobby Martinez (EUA)
5 Damien Hobgood (EUA)
5 Timmy Reyes (EUA)
9 Adriano de Souza (Bra)
17 Heitor Alves (Bra)
17 Jihad Khodr (Bra)
17 Bruno Santos (Bra)

Ranking do ASP World Tour depois de nove etapas

1 Mick Fanning (Aus) 7.140 pontos
2 Joel Parkinson (Aus) 6.772
3 Adriano de Souza (Bra) 6.148
4 Bede Durbidge (Aus) 6.146
5 C.J. Hobgood (EUA) 5.748
6 Taj Burrow (Aus) 5.524
7 Kelly Slater (EUA) 5.514
8 Bobby Martinez (EUA) 5.421
9 Damien Hobgood (EUA) 5.116
10 Jordy Smith (Afr) 4.828
27 Heitor Alves (Bra) 3.232
37 Jihad Khodr (Bra) 2.730

27 de outubro de 2009

Skate com remo?

Quando o Chiquinho Prieto, professor da Vento Sul Garopaba ( vale dizer, uma das melhores e mais competentes escolas de surf do país) me falou que alguns caras no Hawaii estavam andando de skate com um "remo", imitando os movimentos do StandUp, eu até achei que fosse brincadeira do Chico. Skate a remo? No way... Ainda mais que estávamos na água e o chico bem soltinho com seu Stand-Up se divertindo a valer.

Pois chegando em casa fui dar uma investigada na web e pude constatar que a onda do Stand-Up paddle chegou mesmo ao skate. Alguém teve a idéia de colocar rodinhas na ponta do remo no lugar da pá e um novo esporte foi criado.

Agora até mesmo quem está na cidade e longe da praia pode treinar para não fazer feio com seu Stand-Up.

Cada uma que me aparece...